segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

A IRA DE DEUS

        

 Precisamos enxergar a desordem em que nos achamos antes de apreciar o DEUS que possuímos. Antes de apresentar a graça de DEUS , devemos entender a fúria de DEUS.

        Muitos não compreendem a ira de DEUS porque a confundem com a ira dos homens. Ambas têm muito pouco em comum. A raiva humana é tipicamente auto dirigida  e propensa a explosões de temperamento e ações violentas. Ficamos enraivecidos porque fomos olhados de cima para baixo, negligenciados ou enganados. Esta é a ira por não haverem as coisas saído do seu jeito. Irar-se porque a desobediência sempre resulta em autodestruição. Que espécie de pai senta-se à parte e assiste seu filho machucar-se?

Que espécie de DEUS faria o mesmo? Você acha que Ele ri à socapa diante do adultério e do assassinato? Você  pensa que Ele olha para o outro lado quando produzimos talk-shows de televisão baseados em prazeres pervertidos? Que Ele sacode a cabeça e diz: "Humanos sempre serão humanos"?

Eu não acho. Sublime isto: DEUS está legitimamente irado DEUS é um DEUS santo. nossos pecados são uma afronta à sua santidade. DEUS é "tão puro de olhos, que não podes ver o mal e a vexação não podes contemplar" Hc 1:13

Deus está furioso com o mal que arruína seus filhos.

A questão não é  "Como pode um DEUS amoroso ficar zangado?", mas " Como pode um DEUS amoroso sentir qualquer coisa menos que isto? "