quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

QUEM ESTÁ NO CONTROLE?

Hoje, enquanto realizava meu momento com Deus na madrugada, deparei-me com textos fortes do Espírito de Profecia. Entre os textos lidos, estava o seguinte:
Ou Satanás ou Cristo no Controle
Quando a mente não está sob a direta influência do Espírito de Deus, Satanás pode moldá-la segundo lhe apraz. Todas as faculdades racionais que ele controla, torná-las-á carnais. Opõe-se diretamente a Deus em seus sentimentos, pontos de vista, preferências, gostos, desgostos, escolhas e conduta; não tem prazer naquilo que Deus ama ou aprova, mas deleita-se nas coisas que Ele despreza. …
Se Cristo habita no coração, Ele estará em todos os nossos pensamentos. Nossos pensamentos mais profundos serão a Seu respeito, Seu amor, Sua pureza. Ele preencherá todas as câmaras do espírito. Nossas afeições centrar-se-ão em Jesus. Todas as nossas esperanças e expectativas serão relacionadas com Ele. Viver a vida presente pela fé no Filho de Deus, aguardando e amando Sua vinda, será a maior alegria da alma. Ele será a nossa coroa de glória. Nosso coração repousará em Seu amor. Nos Lugares Celestiais, (Meditações Matinais, 1968), pág. 163.
Fonte: Mente, Caráter e Personalidade, v. 1, p. 238.
Uma das questões importantes abordadas por esse fragmento de texto é que não existe outra alternativa – ou estamos sobre o controle de Cristo ou de Satanás. Não existe meio termo! Isso se torna ainda maior quando entendemos que é para todo e qualquer ato (seja ele externo ou interno). Ellen White usa os termos absolutos ”todos” e ”todas”. Não existe pensamento ou ação que não esteja de acordo com um dos dois lados do Grande Conflito.
Então… a próxima questão importante é: de que lado eu estou?
De acordo com o texto citado, tanto Cristo quanto Satanás tem poder para nos moldar. Podemos ser moldados à semelhança de Cristo ou à semelhança do Diabo. Então… à semelhança de quem desejo ser moldado?
Quando o homem foi criado, ele foi moldado à semelhança de seu Criador (Gênesis 1:26). Deus sujou as mãos de barro para criar o ser humano. Tudo mais Ele criou pelo poder da Sua Palavras, mas a nós, seres humanos, Ele fez questão de fazer com as próprias mãos (Gênesis 2:7). Somos a única criação feita à Sua semelhança. Então, o ser humano decide desobedecer a Deus, e passa a ser moldado, agora, à semelhança do inimigo de Deus. Cristo vem, e mais uma vez usa suas mãos para moldar-nos à sua semelhança. Mas, dessa vez, Ele não suja as mãos de barro. Dessa vez Ele tem Suas mãos pregadas na cruz, e leva consigo as marcas dos cravos que testemunharam Seu sacrifício (João 20:25). E pelo Seu sacrifício temos novamente a oportunidade de sermos moldados à Sua semelhança (II Coríntios 3:18).
Você já refletiu dessa forma no processo de criação, queda e restauração do homem? Já parou para pensar o que Deus foi capaz de fazer por você em todo esse processo? E… o que Satanás tem feito por você? Por que o Deus que se humilhou por nós ainda não recebeu completo controle de nossa vida? Por que insistimos em tentar dividir entre Satanás e Cristo esse controle, que só pode pertencer a um deles?
Queridos, “o amor de Cristo nos constrange” (II Coríntios 5:14) não é só o antigo lema dos desbravadores não. O constrangimento produzido pelo amor que Cristo tem por nós é uma necessidade! Precisamos nos constranger diante de Seu amor. Se as mãos sujas de barro não são motivo suficiente para entregarmos o comando de nossa vida ao Criador, a mão que carrega as marcas dos pregos precisa ser motivo suficiente para entregarmos o comando de nossa vida ao Salvador, e reconhecer Cristo como Senhor de nossas vidas.
A mão que nos criou, a mão que nos salvou, deseja ser a mão que nos guiará no restante da história desse mundo. “Pois eu sou o Senhor, o seu Deus, que o segura pela mão direita e lhe diz: Não tema; eu o ajudarei.” Isaías 41:13. Não tenha medo de entregar o controle de sua vida nas mãos mais amáveis do universo! Quando suas mãos se  encontrarem com as mãos de Cristo, Ele o moldará novamente à Sua imagem e semelhança
__._,_.___