quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Obediência em Amor

“Se vocês me amam obedecerão aos meus mandamentos.” (João 14.15)
 
Muitas pessoas declaram amar a Deus, mas será que são todas que o obedecem? As sagradas escrituras afirmam que amor sem obediência não é possível. Jesus explicou isso aos seus discípulos ao afirmar que se eles o amassem obedeceriam e guardariam os mandamentos. E ao ter essa atitude de coração temos uma revelação gloriosa: obedecendo ao Pai, Ele nos amará e juntamente com o Filho fará morada em nós (João 14.23). Pense só que bênção você e eu andando nesta Terra, cheios da presença do Deus Pai e do Deus Filho!
Entretanto, para que isso aconteça é preciso que peçamos que o amor de Deus seja derramado em nossos corações, constantemente, para sermos como o apóstolo João, explica, em sua primeira epístola: “Se alguém obedece à sua palavra, nele verdadeiramente o amor de Deus está aperfeiçoado.” (2.5). Ser aperfeiçoado é se tornar perfeito, no caso, em amar o Senhor e sua Palavra.
De Gênesis a Apocalipse Deus requer dos seus escolhidos apenas uma atitude, a de obedecer. “Se vocês obedecerem fielmente ao Senhor, ao seu Deus, e seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos que hoje lhes dou (…).” (Deuteronômio 28.1a). Essa sentença se repete diversas vezes na bíblia e é proposta a grandes homens como o rei Davi que escolheu obedecer e guardar os mandamentos do Senhor, mas também temos quem escolheu desobedecer, é o caso do rei Salomão que amou mais suas concubinas, se voltou para ídolos e se apartou da lei do Senhor para agradar a si mesmo. Qual tipo de filho você tem sido? O que obedece em amor ou o que tem declarado amar a Deus, mas não cumpre os mandamentos?