sábado, 21 de setembro de 2013

O SIGNIFICADO DE FILIAÇÃO: CRISTO É SUPERIOR

 
Agora, qual é o conceito principal aqui nesta carta, logo no início?  É que Deus tem falado nesses últimos dias  “no Filho”.   Qual o significado do Filho ou da filiação?  — Significa sempre plenitude! A plenitude do Pai está no Filho, Divinamente concebido. O Filho é a plenitude do Pai: O Primogênito é a plenitude  e  assume tudo que é  e está no Pai. Plenitude! Então, como dissemos, filiação é algo  final, conclusivo; e então, quanto à esta carta aos Hebreus, quanto à revelação plena da filiação, como revelada aqui,  e nos primeiros capítulos, particularmente, é superioridade! Usando esta palavra em seu sentido próprio, é superioridade. Você percebe a superioridade do Filho, “constituído Herdeiro de todas as coisas”? Você também percebe aqui o catálogo de coisas?
SUPERIOR a Moisés.  Superior a Josué. Se Josué lhes tivesse dado descanso, não haveria outro descanso: ele não fez, portanto, ele nunca alcançou o fim. Mas este, o Filho, é superior a Moisés e a Josué.
SUPERIOR aos anjos.  Aos anjos? Sim, superior aos anjos, e pense sobre os ministros angelicais ao longo de toda a Bíblia,  seus ministérios, suas visitações, livramentos, atividades. Um anjo  em uma noite, por um sopro varreu completamente um exército que sitiava Jerusalém, apenas um anjo. Pense que tudo aquilo era mediado pelos anjos. Esta carta fala sobre os anjos que ministravam no Velho Pacto. Sim, o Filho é superior aos anjos.
SUPERIOR a Arão e todo o seu sacerdócio.  Todo aquele sistema está debaixo do “Não”. Esta carta diz que havia um tabernáculo. Tempo passado. Houve um tabernáculo e havia o Santo dos Santos, e havia o Lugar Santo. Cristo é superior a tudo isso.
SUPERIOR ao antigo pacto, e esta carta trata com o velho pacto e “os dias futuros”, citando Jeremias 31:31, ...Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova .  Esta carta tem muito a falar sobre o novo pacto.
SUPERIOR a todos os sacrifícios, milhões e milhões de sacrifícios ao longo das gerações, e o rio e o  oceano de sangue daqueles animais, por vários séculos.  Quão vasto! Apenas um único Sacrifício, apenas um derramar de sangue, Superior a tudo mais, Superior a centenas de anos de sacrifícios e derramamento de sangue, e este único Sacrifício, este único derramar de sangue, é Superior a tudo.
NÃO—MAS.   É a isto que temos chegado, e esta é a substância da carta aos Hebreus. Quão grande, então, é a filiação em Cristo! Quão mais vasto do que qualquer expressão histórica ou tradicional, representação, sistema, ordem, metodologia.— É isto o que temos alcançado em Cristo!