sábado, 2 de agosto de 2014

O Médico que tornou-se Paciente

 

            Cidade de Nova York, 15 de fevereiro de 1921. Sala de cirurgia do Kane Summit Hospital. O médico está fazendo uma apendicectomia.
             Em muitos aspectos, os eventos que levaram à cirurgia foram rotineiros. O paciente queixou-se de dores abdominais severas. O diagnóstico é claro: um apêndice inflamado. O dr. Evan O'Neill Kane está operando. Em seus notáveis trinta e sete anos de carreira médica, ele realizou quase quatro mil apendicectomias.       Assim, esta cirurgia será rotineira em todos os aspectos, exceto por dois... A primeira novidade desta operação? O uso de anestesia local em cirurgia desta espécie... A segunda novidade é o paciente. O corajoso candidato a ser operado pelo dr. Kane é o dr. Kane.
Para provar seu ponto de vista, o dr. Kane o operou a si mesmo!
Uma sábia medida. O médico tornou-se paciente a fim de convencer os pacientes a confiar no médico.
             A história do médico que se tornou seu próprio paciente é branda, se comparada à história do DEUS que se tornou humano. Mas Jesus o fez. Para que você e eu acreditássemos que o Médico conhece as nossas dores, Ele, voluntariamente, tornou-se um de nós. Ele colocou a si mesmo em nossa posição. Sofreu as nossas dores e experimentou os nossos medos.
Rejeição? Ele a sentiu. Tentação? Conheceu-a. Solidão?  Experimentou-a. Morte? Provou-a.
            O estresse? Ele poderia escrever um best-seller sobre o assunto. Por que Ele fez isto? Por uma razão: para que, quando você sofresse fosse até Ele - seu Pai e seu Médico - e o deixasse curá-lo.