terça-feira, 9 de agosto de 2011

Revolução: microchip consegue detectar HIV rapidamente custando cerca de 1 dólar

.
Um pequeno chip poderá revolucionar os diagnósticos do HIV por conta do seu valor e pela velocidade dos resultados. Criado por Samuel Sai, um pesquisador da Universidade de Columbia, em conjunto com os especialistas da Diagnostics Claros.
Chamado de MChip, o aparelho elimina a necessidade dos aparatos para a retirada de sangue, assim como os profissionais necessários para tal tarefa.
O MChip é uma placa plástica do tamanho de um cartão de crédito formado por vários canais microscópicos que colhem o sangue para as áreas de analise, estes contem vários antígenos que se ligam aos anticorpos que surgem durante as infecções. O resultado é visto através de um sensor ótico que detecta um brilho diferenciado.
Segundo o criador do aparelho, quando for produzido em massa o chip custaria em torno de um a três dólares. A ideia surgiu quando Samuel Sai passou um mês em uma aldeia no Tongo, lá as condições básicas eram muito escassas, faltava água e eletricidade. Diagnosticar qualquer doença era praticamente impossível, com isto surgiu à ideia de se criar um aparelho de diagnostico preciso, simples e barato.
O MChip também se mostrou eficiente no diagnostico da Sífilis, e a precisão do mesmo se mostrou similar ao dos aparelhos normalmente encontrados em laboratórios de diagnósticos. A precisão foi constatada em testes onde para cada 70 chips um mostrava um alarme falso. Já em relação à Sífilis o resultado foi um pouco diferente, 4 erros para cada 67 amostras.
Os resultados da pesquisa têm sido relatados na revista Nature Medicine.
Fonte: