terça-feira, 25 de junho de 2013

HÁBITOS




Gosto da história do  menino que caiu da cama. Quando a sua mãe lhe perguntou  o que havia ocorrido, respondeu: "Não sei. Acho  que fiquei perto demais do local onde caí". O mesmo pode ocorrer com a nossa fé. É tentador  permanecer no lugar aonde chegamos, e nunca sairmos dali.
O crescimento é a meta dos cristãos . A maturidade é obrigatória. Seu uma criança parasse de se desenvolver, os seus pais ficariam imediatamente preocupados, certo?  Os médicos seriam chamados. Exames seriam feitos. Quando uma criança pára de crescer, algo esta errado.
Quando um cristãos pára de crescer, é necessário uma ajuda imediata. Se você for o mesmo cristão que era há alguns meses, cuidado. É bom  que faça uma avaliação geral. Não em seu corpo, mas em seu coração. Não uma avaliação física, mas espiritual.
Posso sugerir-lhe uma coisa?
Em primeiro lugar, adquira o hábito de orar:  "Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração"(Rm 12:12).
Em segundo lugar, o hábito de estudar: "Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade  e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito" (Tg 1:25).
Em terceiro lugar, o hábito de contribuir: "No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que se não façam as coletas quando eu chegar" (1 Co 16:2).
E por fim, o hábito da comunhão: Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes, admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia" (Hb 10:25).
Lá estão eles... costumes que vale a pena possuir. Não é bom saber que alguns hábitos são bons para sua vida? Torne-os parte de seu dia-a-dia e de seu crescimento. Não cometa o erro do menino. Não fique perto demais do local onde você pode cair. é arriscado descansar perto dos limites.