quarta-feira, 19 de junho de 2013

Se não edifica, não serve.




O apóstolo Paulo escreveu muitos textos de difícil interpretação. Até mesmo Pedro, seu companheiro de Igreja Primitiva, reclamou disso (2Pe 3.16). Mas há alguns escritos do apóstolo que são claros e não requerem muitas explicações, pois suas palavras falam por si só. Um desses textos claros e cristalinos como um riacho, está em 1Co 14.26b: “… e seja tudo feito para a edificação”.
Com quem Paulo está falando? Com a igreja. Qual o motivo que o levou a recomendar isso? Para que a igreja aprendesse e entendesse que tudo o que ela faz é para um só propósito: levar ao crescimento e edificação dos seus membros. Em outras palavras: aquilo que não edifica, não serve.
Se o que se faz na igreja não leva a uma vida de maior maturidade, não serve.

1.Se não promove a comunhão, a unidade, a paz, não serve.

2.Se edifica só a própria pessoa, também não serve, porque o Corpo não recebeu crescimento. É por essa razão que Paulo prefere falar na igreja “cinco palavras” com seu entendimento, “para instruir outros”, a falar mil palavras em outras línguas onde ninguém seria edificado (1Co 14.19).

3.Se aquilo que se faz num culto só promove “entretenimento”, é “gostoso”, é “legal”, mas não leva a uma maior compreensão de Deus, também não serve, porque perdeu um tempo útil que não levou à edificação.

4.Se aquilo que eu faço, é correto em minha opinião pessoal, mas leva à divisão e facções, também não serve, porque ao invés de construir, destrói.

5.Se estamos mais avançados em fé e espiritualidade e tentamos incutir nossa forma de ver a outros, sem que estejam preparados para entendê-la, também não serve, porque além de não edificar, cria muros de separação.

6.Se a nossa pregação não tem um propósito claro e um objetivo preciso, também não serve, porque a prolixidade não produz edificação na mente.

A exortação e a correção são coisas boas para a igreja, mas se não são feitas com profunda humildade de quem exorta, não serve, porque a soberba impede que o outro aceite aquilo que você fala.
Se eu recebo de Deus uma revelação, sonho ou visão, mas a compreensão daquilo não está clara para mim, eu não posso passar adiante enquanto não houver total discernimento, porque Deus não pretende deixar a Sua igreja “confusa” com coisas enigmáticas. Ora,Deus não é Deus de confusão.Talvez justamente por isso o apóstolo Paulotenha mantido em segredo por 14 anos o que viu e ouviu quando subiu em êxtase até o terceiro céu, porque se falasse provavelmente não o entenderiam, e portanto, não edificaria.
Enfim, é necessário que a Igreja de Cristo, em todas as suas ações, busque sempre a edificação de seus membros. As orações, as mensagens, os cânticos, as profecias, os testemunhos, e tudo o mais que se faça, precisa ter um só propósito: edificar a Igreja.