quarta-feira, 10 de julho de 2013

A Proeminência de DEUS




DEUS prometeu ser fiel ao seu povo. Os judeus sentiam que o Senhor os tinha ignorado, mas Jeová os libertará do cativeiro.
 Como DEUS é Perfeito, Todo-Poderoso e Onisciente, transcende a natureza. Misteriosamente, ainda se preocupa com a nossa vida.
DEUS é sempre o primeiro e certamente será o último
Dizer isso não significa trazer DEUS [a corrente do temo e envolvê-lo no fluxo do mundo. Ele fica acima de sua própria criação e fora do tempo; mas para a conveniência das suas criaturas, que são filhos do tempo, faz uso livre de palavras de tempo quando se refere a Si mesmo. Assim diz que é o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro.
No plano de DEUS, o homem obteve considerável espaço para as palavras, mas o SENHOR nunca pode pronunciar a primeira palavra nem a ultima. Isso é uma prerrogativa da divindade, algo que DEUS nunca entregará as suas criaturas.
O ser humano nada tem a dizer sobre o lugar ou época de seu nascimento; DEUS determina isso, sem consultar o próprio homem. Um dia, o homenzinho se encontra com consciência e aceita o fato de que SENHOR existe. Então começa a sua vida volitiva. Antes disso, nada tinha a dizer sobre nada. Depois disso, empertiga-se e vangloria-se e pronúncia as suas proclamações desafiadoras de liberdade individuais, e encorajadas pela sua própria voz pode declarar a sua independência de DEUS, e chamar-se “ateu” ou “agnóstico”. Divirta-se, homenzinho. Você somente trapaceia entre o primeiro e o derradeiro; não tinha voz no início e não terá voz no final. DEUS se reserva o direito de ter a palavra o controle final assim como o teve no inicio, e você está nas mãos do Senhor, quer queria quer não.
Este conhecimento deveria nos dar humildade e coragem. Deveria nos dar humildade quando nos lembramos de como somos frágeis, de como somos totalmente dependentes de DEUS; e deveria nos dar coragem para sabermos que quando tudo o mais tiver passado, nós ainda teremos DEUS, e não menos certamente do que antes.