sábado, 24 de novembro de 2012

A ÁGUIA NA TEMPESTADE




Gostaria de compartilhar trechos da descrição de um homem que testemunhou, pessoalmente, a coragem de uma águia durante uma tempestade. Creio que esta história ilustra, efetivamente, duas lições que podemos aprender com a águia.
Um relâmpago brilhou vividamente no céu escuro [...] Nuvens negras misteriosas cruzaram a baía como uma onda do mal, gigante e sinistra. Formaram um redemoinho que desceu ao chão, acrescentando dramaticidade ao efeito já assustador. Novamente, um
raio riscou o céu, atingindo a terra com tal poder devastador que fez tremer a casa com o impacto [...] Galhos foram varridos para cima, árvores racharam, enquanto folhas e papéis foram impulsionados para o céu como tapetes voadores em miniatura.
O escritor continua para dizer que, enquanto observava o temporal, ele notou diferentes bandos de pássaros amontoando-se aterrorizados, tentando encontrar um local seguro. Então, ele olhou para o céu. Voando alto contra a tempestade, estava uma águia magnífica. Tal águia dava voltas e se lançava em meio aos relâmpagos. E com o estrondo do trovão, a águia batia as suas asas e voava para cima, ainda mais alto, na direção do céu.
Momentaneamente, eu me esqueci da ferocidade da rajada de vento, enquanto admirava essa magnífica criatura do céu, essa guerreira alada [...] Ali estava uma criatura audaz, destemida e inabalável diante da selvageria total das forças da natureza [...]Realmente, o ar de tranqüilidade da ave pareceu zombar da tempestade, ao desafiar as forças, enquanto sentia prazer na emoção de atravessar as turbulentas correntes de ar, navegando por cima delas com graça e controle.
Não sei se você já teve a chance de observar uma tempestade como a da história acima, entretanto, eu, quando criança no Texas, costumava vê-las o tempo todo.
Se você mora em uma área em que há muitos furacões, por exemplo, provavelmente, já experimentou tempestades severas como aquela.
No lugar de onde vim, esse tipo de tempestade geralmente ocorre muito na primavera. Às vezes, os estrondos dos trovões são tão poderosos, que fazem vibrar a casa inteira. Em tais ocasiões, se você não está dentro de casa, verá os pássaros voarem à procura de abrigo quase aterrorizados, tentando escapar do temporal.
Durante essas tempestades, você sequer consegue ouvir sua própria conversa, pois o vento sopra muito alto. Todos começam a correr para abrigar-se, pois sabem que uma tempestade chegará!

Observe dois pontos em particular ao analisarmos a atitude da águia nessa história. Em primeiro lugar, ela estava totalmente
sem medo face à destruição. Em segundo lugar, ela foi capaz de voar acima de toda a confusão, turbulência e fúria da tempestade.
Enquanto todas as outras aves se apressavam em busca de abrigo, a águia confrontou o temporal e permaneceu em paz. Ela enfrentou a tempestade como se a desafiasse a prejudicá-la.
Uma águia realmente faz isso. Em muitas situações,mesmo nas tempestades mais violentas, ela voa e as enfrenta!
Aqui está algo que podemos aprender. Nas tempestades da vida, podemos ser como os outros pássaros e fugir aterrorizados ou
bater nossas asas com toda força natural enquanto tentamos escapar do problema. Ou somos como a águia, ao enfrentarmos a tempestade face a face, e usamos as nossas asas da fé, oração e louvor para elevar-nos acima das nuvens, no domínio da paz e tranqüilidade.
O fato é que o diabo tentará atirar tudo que puder sobre você, assim como os ventos uivantes jogam folhas, papéis e lixo no seu rosto em uma tempestade natural.
Porém, se aprender a desenvolver as suas asas da fé, em vez de ser levado pelo temporal, então, subirá nas correntes de ar e voará alto acima das nuvens! Em vez decorrer de medo, você ascenderá até às alturas da vitória!