sábado, 24 de novembro de 2012

Aprendendo a voar




Analisemos a passagem de Deuteronômio 32.11:

DEUTERONÔMIO 32.11

11 Como a águia desperta o seu ninho, se move sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os e os leva sobre as suas asas.

Sem dúvida, este versículo refere-se à parte de trás da asa de um pássaro, onde o filhote aterrissa quando está na asa dos seus pais.
É interessante notarmos que, logo no dia seguinte, as águias passam pelo mesmo teste. Mas, desta vez, elas estão muito mais forte e voam um pouco mais, antes de serem apanhadas pelas asas de seus pais.
Então, depois de cerca de três dias exercitando-se, de repente, acontece: a pequena águia começa a voar alto com as asas estendidas, majestosamente, na corrente de ar ascendente ao vento. Ela está voando!
Imagino a pequena águia enquanto voa. Ela olha em volta, para a maravilhosa criação de Deus, e pensa: "Oh,isso é divertido!"
O mesmo acontece quando você, pela primeira vez, salta da segurança do seu ninho espiritual e crê em Deus. Não é muito divertido no começo. Mas, uma vez que realmente aprende a voar - a confiar e crer em Deus em todas as situações da sua vida -, você não tem outra alternativa! Depois de algum tempo, as asas da sua fé se tornam fortes, porque você as exercita constantemente. Então você não terá problema algum quando um abismo de provas tentar atingi-lo - porque está acostumado a confiar na Palavra de Deus. Dessa forma, você salta exatamente no meio daquele grande abismo, sabendo que a Palavra irá sustentá-lo e conduzi-lo em segurança até o outro lado. 
Bem, por volta do quinto dia, a mamãe águia não precisará mais empurrar seus filhotes para fora do ninho. Em vez disso, eles se levantam e voam juntos!