sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

10 - O Trono de Deus




O céu é um lugar real. É literalmente o lugar para onde vamos. Não é nenhum sonho efêmero, nem mesmo uma visão imaginária. Deus revelou a todos nós muitas das realidades do céu através das Sagradas Escrituras.


  • O PRIMEIRO CÉU



O primeiro céu é o formado pela atmosfera. Nele está o ar que envolve a terra. E onde os pássaros voam e o vento sopra. É o lugar em que as chuvas, as tempestades, as névoas, as neblinas e as nuvens são formadas. Este céu é o lugar a que o anjo se referiu em Atos 1:11, quando ele perguntou aos discípulos por que estavam "olhando para o céu" (SBTB).Jesus, quando falou com o Pai, "levantou os olhos ao céu" (João 17:1), ou seja, na direção do primeiro céu.


  • O SEGUNDO CÉU



E o lugar chamado de espaço. Esta é a região onde fica o sol, a lua, e as estrelas. Ele é mencionado em vários luga­res na Bíblia; veja algumas dessas citações, mostradas aqui:

"... deveras te abençoarei e certamente multi­plicarei a tua descendência como as estrelas dos céus e como a areia na praia do mar; a tua des­cendência possuirá a cidade dos seus inimigos."

(Gênesis 22:17)


"Guarda-te não levantes os olhos para os céus e, vendo o sol, a lua e as estrelas, a saber, todo o exército dos céus, sejas seduzido a inclinar-te perante eles e dês culto àqueles, coisas que o Senhor, teu Deus, repartiu a todos os povos de­baixo de todos os céus."


(Deuteronômio 4:19)


"Ou poderás tu atar as cadeias do Sete-estrelo ou soltar os laços do Órion? Ou fazer aparecer os signos do Zodíaco ou guiar a Ursa com seus filhos? Sabes tu as ordenanças dos céus, podes estabelecer a sua influência sobre a terra?"
(Jó 38:31-33)



"Porque as estrelas e constelações dos céus não darão a sua luz; o sol, logo ao nascer, se escure­cerá, e a lua não fará resplandecer a sua luz."

(Isaías 13:10)


"Logo em seguida à tributação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados."

(Mateus 24:29)



  • O TERCEIRO CÉU



O destino dos justos, entretanto, está além da atmosfera e das estrelas. Esse lugar é o que o apóstolo Paulo mencionou, quando escreveu:

"Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos, foi arrebatado até ao terceiro céu"


(2 Coríntios 12:2).

O céu, com o conceito que estou empregando, é a
região freqüentemente mencionada como aque­la em que há a presença imediata de Deus:

"Porque Cristo não entrou em santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para comparecer, agora, por nós, diante de Deus."


(Hebreus 9:24)


Céu é o lugar onde Deus vive. Quando Jesus nos en­sinou a orar, ele nos disse para orar, com as palavras: "Pai nosso, que estás no céu" (Mateus 6:9). Em 1 Reis 8:30, o céu é chamado de lugar da habitação de Deus. Em Sal­mos 11:4, ele é chamado de santo templo, onde Deus tem o seu trono. Lá, no templo da divina majestade de Deus, a sua excelente glória é revelada de várias maneiras visí­veis. É um lugar sagrado de luz, de alegria e de glória. Não sabemos onde se acha o local preciso da sua localiza­ção, mas na Bíblia ele é dito, com freqüência, como estan­do "em cima". Sabemos que Deus todo-poderoso está nes­se céu. Lá todos os santos, os anjos, e os adoradores diri­gem-se essencialmente a Deus Pai e a Jesus Cristo.

Que glorioso grupo de pessoas há no céu! Os anjos estão lá, porque Jesus disse: "os seus anjos nos céus vêem incessantemente a face de meu Pai celeste." (Mateus 18:10)

Os santos estão lá porque Jesus nos prometeu: "...para que, onde eu estiver, estejais vós também" (João 14:3). Em 1 Pedro 1:4 somos informados de que uma herança foi reser­vada para nós no céu — uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, e que nunca desaparecerá. Meu ir­mão fico emocionada ao testemunhar sobre a maravilhosa visita que fiz ao céu. Emociono-me ao contar-lhe sobre as coisas e sobre as pessoas que eu vi lá.