domingo, 23 de dezembro de 2012

81 - Um Novo Mundo





Após a minha última passagem pelo inferno, fiquei desesperadamente enferma por muitos dias. Enquan­to eu dormia, tinha de manter as luzes acesas. Eu tinha necessidade de ter a Bíblia comigo todo o tempo, e a lia constantemente. Minha alma tinha sido profundamente abalada. Eu tinha passado por algumas das coisas que os perdidos sofrem lá no inferno.

Jesus me dizia: "Acalma-te" (Marcos 4:39), e então a paz inundava minha alma. Mesmo assim logo depois eu estava gritando histericamente, com medo.

Durante esse tempo, eu sabia que não estava nunca sozinha e que Jesus sempre estava comigo. Contudo, mes­mo sabendo disso, às vezes eu não podia sentir a sua presença. Às vezes eu ficava tão amedrontada de ter que vol­tar ao inferno que me apavorava até ao ver Jesus se apro­ximar de mim.

Quando tentei contar a outras pessoas sobre as mi­nhas experiências no inferno, elas não me deram crédito. Eu lhes implorava: "Arrependam-se de seus pecados, an­tes que seja tarde demais". Era muito difícil para qual­quer um acreditar no que eu disse ter passado, nos tor­mentos que vivenciei, nas coisas que o Senhor me tinha dito para escrever sobre aquele lugar.

O Senhor me assegurou de que ele é o Senhor que cura. Ainda que eu não estivesse convencida de que sara­ria completamente, a minha cura veio, de forma vagarosa porém segura.