sábado, 22 de dezembro de 2012

42 - ANJOS DE DEUS




Há muitas referências a anjos na Palavra do Se­nhor. Eu estava agora mesmo pensando como a Palavra de Deus testa as coisas vez após vez. Mas quando uma revelação é dada para alguém, ela lança mais luz, escla­recendo sempre.

O que se destaca no chamado que eu recebi de Deus são sonhos, visões e revelações. O meu testemunho é que eu sou apenas uma serva do Senhor, e que me alegro por contar esta visão sobre as crianças.

Oh, que glória nós vimos e que vozes de adoração ouvimos! Ao redor do trono havia relâmpagos, trovões e um arco-íris. Havia a imagem de um Homem dentro da nuvem de glória que cobria todo o trono.

Os anjos puseram o cesto que tinham trazido diante do trono e encurvaram-se. As pontas inferiores de suas asas ergueram-se. Gritos de "Glória!", "Aleluia!" e "Lou­vado seja Deus!" ecoaram por todo o céu.
Novamente estávamos no que parecia ser uma imen­sa arena. 
Anjos enormes tocavam trombetas como se esti­vessem anunciando alguma coisa.






Bem, eu não vi Deus, mas eu o vi como Moisés o viu.(Veja Êxodo 33:17-23.) Então vi o cesto ser aberto pela mão que, tenho certeza, era a imagem da mão de Deus.

Amado leitor, ouça o que estou lhe dizendo: como eu gostaria que você tão somente pudesse ver a glória e o poder de Deus da forma como ele os revelou para mim! O poder de Deus era tão deslumbrante, tão belo e tão mara­vilhoso!

Eu vi aquela mão sair de dentro da nuvem e abrir o cesto. Ela tirou aquela pequena alma do cesto e a colocou no altar. Então vi que mãos começaram a trabalhar com aquela pequena criatura.

Quando a tarefa terminou e o que faziam se comple­tou, a mais bela e perfeita forma humana começou a apa­recer. Ela continuou a se desenvolver até tornar-se um menino, com uma formosura como eu nunca tinha visto.